quinta-feira, 27 de maio de 2010

Heil, Cláudio!

"Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito." - Fernando Pessoa


"Cláudio, não estou gostando de suas atitudes. Durante os trabalhos da faculdade você não quer ser o melhor pelo grupo, mas para se vangloriar. Quer deixar claro para a sala e para nós, do próprio grupo, que você é o melhor e o mais inteligente. Usa-nos como peças para fazer o trabalho do seu jeito e só está conosco pois sabe que é obrigatório fazer os trabalhos em grupo." - Por Bia

"Eu tenho medo de você. Quando você divide um trabalho, eu já entro em desespero pensando quais serão os defeitos e erros que você irá apontar. E sinto-me envergonhada quando você expõe o absurdo que é, nós do grupo não sabermos regras de português, entre outras coisas, como você sabe. Autoritário e Mandão." - Por Priscila

"Você é inseguro. Quando alguém aponta um erro nos seus trabalhos da faculdade, você fica agressivo." Por Rafa

"Você é perfeccionista e megalomaníaco quando trata-se de trabalhos. Fica insuportavelmente chato." Por Alyne

"É muito chato fazer trabalho com o Cláudio" - Por Yamili

"Eu só aguentava o Cláudio nos trabalhos por que tirávamos ótimas notas" - Por Débora

"Deve ser horrível ser do mesmo grupo que você." - Por Mil.

"Eu não aguentaria fazer trabalho com você" - Por Felipe

Nestas ultimas semanas fui bombardeado de críticas referentes a minha postura tratando-se de trabalhos da faculdade. Resumidamente, descontrolo-me. Meus amigos admitem que sou uma ótima pessoa, até chegar em hora de trabalhos. Nunca me dei bem com críticas. Ainda mais quando as críticas arrastam-se por anos, desde o meu colegial. Como bom cabeça dura, argumento até a minha língua cair, até mesmo quando não mais concordo comigo: forjo um empate. Admito que centralizo, devo ser mais sutil em minha "liderança" e ser complacente com a ignorância alheia - Desculpe por esta ultima oração. Estou irritado com uma pequena discussão acontecida hoje - Trabalharei isso em mim. Mas eu ainda vou ser o melhor em qualquer lugar que eu passar...
... e vangloriarei-me, sutilmente!

OBS: A Imagem ao lado trata-se de um trabalho de filosofia referente à ""A República de Platão". Não é uma apologia à.

Por Cláudio_DeLarge

7 comentários:

Stephanie Moura disse...

Ei, seu blog é muito interessante!
Estou te seguindo :)
:*

E sobre vangloriar-se... É válido, desde que se possa! E você pode ^^'

Anônimo disse...

Que bosta, vc realmente acha isso mesmo de si? Fiquei com um pouco de vergonha alheia, ok, bjos.

Cláudio_DeLarge disse...

Não entendi o porquê do vergonha alheia. De qualquer forma, uma coisa que aprendi com a minha irmã é que TODOS QUEREMOS SER OS MELHORES. Todos queremos receber elogios e ser reconhecidos pelo trabalho feito, independente de qual trabalho for este. Aqueles que dizem-se não precisar 'provar para si mesmos que são os melhores', é por que tem medo de errar ou acham que, inconscientemente, não tem capacidade de serem os melhores. É um mecanismo de defesa "finjo que não me importo e, portanto, não sou criticado".

No post em questão admiti para todos que tenho um grande defeito e me expus, mas o mais importante é que admiti para mim mesmo meu defeito. Vergonha alheia eu sinto quando os outros não percebem os próprios defeitos, não melhoram-se a ainda críticam o próximo. Cegos de si mesmos.

:)

Natália disse...

Eis mais um aspecto que nos une: somos incrivelmente chatos para trabalhos em grupo hahaha.

PS: Vergonha alheia pelo anônimo que sente vergonha alheia por você mas não teve a mínima coragem de se expor.

Anônimo disse...

Ok: aí está uma desculpa para eu estar a um passo de me tornar um sociopata: odiar fazer trabalhos em grupo. As pessoas querem entregar de qualquer jeito, e querem te obrigar a se parametrizar, pela nota delas; 5.0 não é média, é mediocridade rabiscada em um papel.

Roger disse...

desculpe-me claudio, mas discordo de vc.. se existe a necessidade de provar-se melhor para alguem, ela deve ser para si mesmo, e não para os outros.

Cláudio_DeLarge disse...

Roger, não é tão simples assim. Teoricamente esta sua teoria é ou deveria ser verdade, mas é muito simplista e mentirosa. Em uma realidade onde o orkut e o Facebook domina cada vez mais as relações interpessoais, vivemos em uma sociedade que PRECISAMOS der vistos. O "Minhas Atualizações" do orkut, por exemplo, é uma manifestação da necessidade de visibilidade que todos tem. Querem que comentem nas próprias fotos, mandem scraps, saibam que mudou o relacionamento. É uma maneira de ser visto em uma sociedade cada vez mais segmentada e individual.

Deve provar para si mesmo. Isso não existe. Nós constatamos que existimos a partir da interação com outras pessoas. Não basta você SER o melhor, precisa PARECER e mostrar.

O ser humano é muito mais complexo do que imaginamos.
:9
É o que eu acredito!
:D